(11) 4372-5907

Busca Avançada

O resutado deve conter:
exatamente a expressão que foi definida no campo acima em seu conteúdo
pelo menos uma das palavras que foram definidas no campo acima em seu conteúdo
cada uma das palavras que foram definidas no campo acima em seu conteúdo

Buscar em:
Notícias Conteúdo Vídeos Galerias de imagens Tudo

Notícias

24/10/2016 - Atualizado em 26/10/2016 às 09:11:25

Integração de novos colaboradores nas lojas

Por Olavo de Brito

Sabemos que tudo que começa certo, possui grande possibilidade de dar muito certo no futuro.

O mesmo conceito, pode ser utilizado para a recepção de novos colaboradores e, nada mais saudável do que um relacionamento que começa bem.

O programa de integração ou de acolhimento é algo simples, porém sua inexistência traz para o dia a dia da loja situações complicadas de se resolver.

A indústria aprendeu cedo a levar a sério o programa de integração, para tanto, alguns programas levam até semanas, isso mesmo, o colaborador inicia, no entanto somente irá exercer a atividade a qual foi designado após semanas cumprindo o programa.

Note-se que a ligação direta entre a integração e qualidade dos processos dentro da empresa, gerou uma grande minimização de custos e melhor no desemprenho dos colaboradores.

Frente essa equivalente mudança, passou-se a investir mais nesta atividade da Gestão de Pessoas, lembrando que Gestão de Pessoas não é só com o departamento de RH, mas inclusão dos líderes.

Diversamente da indústria, o varejo é mais dinâmico, antes do colaborador ser convocado para o processo seletivo, o mesmo já era ansiosamente aguardado no setor, inexistindo tempo hábil para longos procedimentos.

Porém, fazer algo mesmo pequeno é muito melhor do que não fazer nada, e o clima da organização agradece.

Aqui vão algumas dicas, que vêm de casos práticos que estão dando certo atualmente em lojas de supermercado.

Composição do texto e a justificativa

Dividimos em três partes básicas: Histórico da Empresa, Código de Ética e políticas internas e por fim um básico de políticas e procedimentos de atendimento ao cliente.

O Histórico da Empresa é necessário para que o colaborador tenha envolvimento com a cultura e conceitos, sabemos que é muito mais fácil conscientizar quando a pessoa se envolve. Sendo assim um texto envolvente e fotos e talvez um texto da diretoria ou presidência e claro a apresentação da Missão, Visão e Valores.

A parte sobre Código de Ética e políticas internas, deve conter as regras gerais da empresa, questões sobre estrutura, postura e comportamentos adequados devem ser ressaltadas. Devendo ser relacionado “o que pode e não pode na empresa”, o regulamento interno da empresa, ou seja a lei interna da estrutura da empresa, sempre atuando na ideia de que “Combinado não sai caro, se saiu caro é porque foi mal combinado ou não foi combinado”.

Sobre as políticas de atendimento, devemos inserir os pontos e procedimentos chaves do atendimento e claro como deve proceder o colaborador em caso de desconforto do cliente.

Todo esse conteúdo envolvido por energia positiva, lembre-se que atuamos como estivéssemos desejando boas vindas com alegria.

No caso de filiais, caso não tenha profissional de RH na loja, o líder pode aplicar o texto ou no mínimo no primeiro dia do colaborador deve ser realizado um check-list de integração, onde deve constar informações básicas a serem transmitidas ao colaborador. Situações sobre armários, portaria, locais de acesso permitidos e não permitidos, horários, ponto eletrônico são essenciais e um vez transmitido pelo líder, ambos assinam e o documento é arquivado no RH.

No começo o procedimento parece complicado, mas aos poucos é aceito na cultura da empresa e por todos os gestores.

O impacto será sentido no clima, algumas lojas apresentação diminuição do turn-over no período de experiência, além da diminuição dos conflitos internos.

Lembre-se, mudar uma cultura de erros é difícil, mas o resultado é gratificante e muitas vezes rentoso.

O importante é começar já!

 

Pensa diferente? Concorda?  Caso deseje receber mais informações ou comentar   algo sobre o artigo, fique à vontade para nos contatar por meio de  falecom@odbconsultoria.com, teremos enorme prazer em participar de grupos de discussão e de boas práticas, além de gerar networking e   desenvolver a cultura do estudo das relações humanas nas organizações.

Olavo de Brito é consultor, instrutor de cursos, treinamentos e palestrante da ODB consultoria e treinamento, formado em administração de empresas e possui MBA em Gestão de Pessoas pela Fundação Getúlio Vargas – FGV. Atua  no varejo supermercadista   há mais de 19 anos e construiu carreira passando por vários  setores de base e gerenciamento e atualmente gerencia equipe que presta consultoria a  redes varejistas e empresas do ramo de serviços.

Notícias Relacionadas