(11) 4372-5907

Busca Avançada

O resutado deve conter:
exatamente a expressão que foi definida no campo acima em seu conteúdo
pelo menos uma das palavras que foram definidas no campo acima em seu conteúdo
cada uma das palavras que foram definidas no campo acima em seu conteúdo

Buscar em:
Notícias Conteúdo Vídeos Galerias de imagens Tudo

Notícias

30/05/2015

Pequenas empresas lucram com a fabricação de placas de sinalização

Pequenas empresas lucram com a fabricação de placas de sinalização, usadas para orientar consumidores em estabelecimentos comerciais e públicos.
Em São Paulo, um empresário investiu neste mercado e fatura com a produção de vários tipos sinalizadores.
As placas orientam e facilitam o dia a dia, indicando a saída, um ponto de internet ou que é proibido fumar.
O empresário Aurélio Araújo fabrica placas de sinalização há 12 anos. Ele era franqueado de uma grande rede, mas percebeu que poderia caminhar sozinho e usou a experiência adquirida para montar sua empresa no ano passado. Com um investimento de R$ 150 mil, comprou ferramentas e maquinários como a impressora digital e uma máquina de corte a laser que deixa a placa no formato que o cliente quiser.
“Hoje nós usamos o recurso da impressão digital pra ser aplicada em diversos substratos. Nós podemos trabalhar com MDF, acrílico, materiais metálicos, mas a imagem é sempre feita na impressão digital”, diz o empresário Aurélio Araújo.

Fonte:  http://g1.globo.com/economia/pme/noticia/2013/06/pequenas-empresas-lucram-com-fabricacao-de-placas-de-sinalizacao.html


Placas que brilham no escuro
Os equipamentos fazem tudo sozinhos a partir da programação no computador. Os funcionários montam as peças e os adesivos impressos são aplicados nas plaquinhas já cortadas, algumas com recortes especiais.
A empresa ganha no volume de produção, já que produz cerca de 1,5 mil peças por mês. As placas de sinalização de segurança, como as que indicam emergência, aviso e atenção, representam boa parte da demanda.
O empresário investiu também em placas com adesivos que brilham no escuro como diferencial para atrair clientes.
“Os materiais fotoluminescentes têm a característica de armazenar energia para que no momento de falta de luz natural ou artificial eles produzam um efeito fotoluminescente permitindo que as pessoas visualizem as placas de sinalização”, diz o empresário.
Segundo ele, isso aumenta a segurança do ambiente porque sinaliza a rota de fuga, onde estão os equipamentos de combate a incêndio, justamente no momento em que falta energia, que é quando é preciso ter o caminho dessas rotas de fuga sinalizado.
Os preços das placas variam por metragem ou por unidade, de acordo com o número de pedidos. O metro quadrado das placas de acrílico simples, por exemplo, custa a partir de R$ 110. Se o material for fotoluminescente, o preço fica três vezes mais caro. 
Clientes buscam segurança
A empresa tem mais de 3 mil clientes cadastrados em todo o país. Em um hotel de São Paulo, as placas de sinalização feitas pela empresa estão nos corredores e nas áreas comuns para auxiliar e facilitar a circulação dos hóspedes.
“Essas sinalizações servem na realidade para alertá-lo sobre os nossos equipamentos de combate e prevenção”, diz o chefe de segurança do hotel, Cláudio Pereira Rodrigues.
Um supermercado investiu nas placas de sinalização há 2 anos, com todas seguindo o mesmo padrão visual. As placas estão nos caixas e servem também para identificar os setores da loja, sendo uma ferramenta de comunicação que facilita o dia a dia dos clientes.
A cozinheira Aparecida Santos acredita que as placas tornam as compras mais rápidas. “Facilita bastante. Ajuda bem”, diz.
“Nós temos um perfil de cliente que conhece a loja, mas tem sempre novos clientes que quando há uma mudança de estrutura, de lay out, quer saber onde fica a mercadoria, então isso facilita bastante o atendimento ao cliente”, diz o gerente do supermercado, Olavo de Brito.
A empresa de Aurélio Araújo fatura R$ 1,2 milhão por ano. Agora, o empresário aposta em marketing pela internet para atrair novos clientes. “Nós tínhamos projetado um crescimento para esse ano de 20%, em função de algumas ações que estávamos tomando. Tivemos um início de ano muito difícil como foi observado em diversos setores aí, mas felizmente de março pra cá, a coisa ta tomando um ritmo melhor”, diz o empresário.
CONTATOS
INOVA SINALIZAÇÃO
Contato: Empresário Aurélio Araújo
Rua Afonso Sardinha, 412 - Lapa
São Paulo /SP – CEP: 05076-000
Telefone: (11) 3644-7283
www.inovasinalizacao.com.br
THE CAPITAL GC HOTÉIS
Contato: Assistente de Marketing Vanessa Queiroz
Rua Tenente Negrão, 200 - Itaim Bibi
São Paulo/SP – CEP: 04530-030
Telefone: (11) 3054-7500
www.thecapital.com.br
MADRI SUPERMERCADO
Contato: Gerente de Marketing Olavo de Brito
Martins Francisco, 777 – Higienópolis
São Paulo /SP – CEP: 01226-001
Telefone: (11) 4372-5907
www.madrid.com.br
IDORT SOLUÇÕES COMPLETAS E INTELIGENTES
Contato: Analista de Marketing Ellen Freie Melo
Av. Paulista, 1294 - 1º andar
São Paulo/ SP - CEP 01310-100 Fone:
Telefone: (11) 2847 4400
www.idort.comPequenas empresas lucram com a fabricação de placas de sinalização, usadas para orientar consumidores em estabelecimentos comerciais e públicos.
Em São Paulo, um empresário investiu neste mercado e fatura com a produção de vários tipos sinalizadores.
As placas orientam e facilitam o dia a dia, indicando a saída, um ponto de internet ou que é proibido fumar.
O empresário Aurélio Araújo fabrica placas de sinalização há 12 anos. Ele era franqueado de uma grande rede, mas percebeu que poderia caminhar sozinho e usou a experiência adquirida para montar sua empresa no ano passado. Com um investimento de R$ 150 mil, comprou ferramentas e maquinários como a impressora digital e uma máquina de corte a laser que deixa a placa no formato que o cliente quiser.
“Hoje nós usamos o recurso da impressão digital pra ser aplicada em diversos substratos. Nós podemos trabalhar com MDF, acrílico, materiais metálicos, mas a imagem é sempre feita na impressão digital”, diz o empresário Aurélio Araújo.
Placas que brilham no escuro
Os equipamentos fazem tudo sozinhos a partir da programação no computador. Os funcionários montam as peças e os adesivos impressos são aplicados nas plaquinhas já cortadas, algumas com recortes especiais.
A empresa ganha no volume de produção, já que produz cerca de 1,5 mil peças por mês. As placas de sinalização de segurança, como as que indicam emergência, aviso e atenção, representam boa parte da demanda.
O empresário investiu também em placas com adesivos que brilham no escuro como diferencial para atrair clientes.
“Os materiais fotoluminescentes têm a característica de armazenar energia para que no momento de falta de luz natural ou artificial eles produzam um efeito fotoluminescente permitindo que as pessoas visualizem as placas de sinalização”, diz o empresário.
Segundo ele, isso aumenta a segurança do ambiente porque sinaliza a rota de fuga, onde estão os equipamentos de combate a incêndio, justamente no momento em que falta energia, que é quando é preciso ter o caminho dessas rotas de fuga sinalizado.
Os preços das placas variam por metragem ou por unidade, de acordo com o número de pedidos. O metro quadrado das placas de acrílico simples, por exemplo, custa a partir de R$ 110. Se o material for fotoluminescente, o preço fica três vezes mais caro. 
Clientes buscam segurança
A empresa tem mais de 3 mil clientes cadastrados em todo o país. Em um hotel de São Paulo, as placas de sinalização feitas pela empresa estão nos corredores e nas áreas comuns para auxiliar e facilitar a circulação dos hóspedes.
“Essas sinalizações servem na realidade para alertá-lo sobre os nossos equipamentos de combate e prevenção”, diz o chefe de segurança do hotel, Cláudio Pereira Rodrigues.
Um supermercado investiu nas placas de sinalização há 2 anos, com todas seguindo o mesmo padrão visual. As placas estão nos caixas e servem também para identificar os setores da loja, sendo uma ferramenta de comunicação que facilita o dia a dia dos clientes.
A cozinheira Aparecida Santos acredita que as placas tornam as compras mais rápidas. “Facilita bastante. Ajuda bem”, diz.
“Nós temos um perfil de cliente que conhece a loja, mas tem sempre novos clientes que quando há uma mudança de estrutura, de lay out, quer saber onde fica a mercadoria, então isso facilita bastante o atendimento ao cliente”, diz o gerente do supermercado, Olavo de Brito.
A empresa de Aurélio Araújo fatura R$ 1,2 milhão por ano. Agora, o empresário aposta em marketing pela internet para atrair novos clientes. “Nós tínhamos projetado um crescimento para esse ano de 20%, em função de algumas ações que estávamos tomando. Tivemos um início de ano muito difícil como foi observado em diversos setores aí, mas felizmente de março pra cá, a coisa ta tomando um ritmo melhor”, diz o empresário.
CONTATOS
INOVA SINALIZAÇÃO
Contato: Empresário Aurélio Araújo
Rua Afonso Sardinha, 412 - Lapa
São Paulo /SP – CEP: 05076-000
Telefone: (11) 3644-7283
www.inovasinalizacao.com.br
THE CAPITAL GC HOTÉIS
Contato: Assistente de Marketing Vanessa Queiroz
Rua Tenente Negrão, 200 - Itaim Bibi
São Paulo/SP – CEP: 04530-030
Telefone: (11) 3054-7500
www.thecapital.com.br

MADRID SUPERMERCADO
Contato: Gerente de Marketing  - Olavo de Brito - ODB consultoria
Martins Francisco, 777 – Higienópolis
São Paulo /SP – CEP: 01226-001
Telefone: (11) 4372-5907
www.madrid.com.br

 

IDORT SOLUÇÕES COMPLETAS E INTELIGENTES
Contato: Analista de Marketing Ellen Freie Melo
Av. Paulista, 1294 - 1º andar
São Paulo/ SP - CEP 01310-100 Fone:
Telefone: (11) 2847 4400
www.idort.com

Notícias Relacionadas